quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Se você amar alguém

Parte de alguém fica outra vai
Vai deixar algo que marca
Marca de forma que as vezes nem precisa explicar
Palavras que são ditas
Palavras jogadas ao vento
Vento que leva.
Ser livre sem ser.
Amar alguém é se dispor a amar
É enfrentar tempestades.
Mas nem todas são necessárias
E por vezes nem são ditas que se tem amor.
Amor cuida
Amor escuta.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Via de pensamento!



Todo tempo...
Tempo todo!

E que minhas noites sobrevivam
Por mil pensamentos
Com ou sem direção
de ir ou não...

Sonho que permanece e que me envolve
Envolve a ponto de parar
Me traz e me leva aonde eu precisar
Onde preciso ir.

Que minhas mãos sempre te alcancem
Que elas te busquem e te achem
Não estarei no meu lugar
Mas em outro lugar
Pensamento busca onde
Eu bem entender!

Se paro...pare
Se olho...olhe
Se vivo...vive
Se acalmo...acalme
Se respiro...suspiro!

Distante estarei
Porém minha via de pensamento
Continua...a caminhar
Passos lentos...passos intensos
Passos marcantes...passos sem explicações
Que só o meu saber entende.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Meu caminhar...


Meu olhar nasceu e renasceu...
Os meu olhos te acharam.
A minha direção sempre permanecerá,
A minha paz em te encontrar.
Viver e seguir por onde meu sentimento florescer.
Um sentimento invariável, por vezes inexplicável;
Que ele seja regado com cheiro;
Seja permanente com atenção;
Por sorrisos...
Que seja vivido intensamente;
Por inteiro, não por pedaços ou metades!
Meu caminhar iniciou...
O meu olhar te encontrou,
Meu sentimento se achou no teu.
Meu ser permanece no teu sorriso.
A cada minuto se uma palavra dita
será uma palavra guardada.
Se eu precisar voar,
Que eu voe aonde nosso melhor encontro se reviva.
E que onde estiver seja o melhor lugar para te ver.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Fora de si

Madrugadas...
Dias de luz
Dias de chuva
Dias de sol
Pés cansados
ou talvez não.
Prontos pra encarar
caminhos planos, ou então com altos e baixos...
Apertos, incômodos, dores, sensações, frio, calor...
Sorrisos, tristezas, comemorações, perfeições e imperfeições...
Forças para ir além! Por vezes fora de si.
Ser chamada de louca.
Colorindo, ou somente no preto e branco.
Saindo com o mesmo fervor.
Com fé e seguindo dia após dia.
Quilômetros percorri.
Os percorri com alma, nada mais.
Coração que pulsou numa frequencia que ele quis permanecer.
Mas ele estava ali.
Ele jamais esquecerá que aqui chegou e alcançou
Lágrimas de emoção me envolveu por um segundo.
Chegar onde planejei.
E o que eu sonho é ir além
E sei que meu coração
E pés vão aonde quero e pretendo chegar.



sábado, 6 de setembro de 2014

Fora do ar


Um dia:
Perdendo a noção...
Fiquei sem chão...
Pude até tocar o céu...
Com a força, fé
e a certeza que nada, nada é em vão.
Perceber que tudo que passa
Jamais se esquecendo de que...
Tudo permanece
Naquele momento o mundo parou por instantes:
...
...
...
...
...
Cada palavra dita, vive
revive, insiste, sintonize.
Como explicar tudo aqui num pequeno coração
Ainda vivo? Tudo sem explicação!
Coração às vezes, não!
Simplesmente fora do ar.
Sintonizado por instantes...
Momentos que vivem e revivem felizes
Numa memória, ilusória!?
E me questiono como?
Como seguir com uma sintonia
Atualizando para não ficar fora do ar.
Não desligar.
Jamais desligado.
Ainda pelo ar
Buscando ar.
Sempre um ar...
Parar para respirar e continuar.